Quer resultados melhores?

Esta semana aprendi uma lição com meu filho de 10 anos. Eu já sou Terapeuta Cognitivo Comportamental há 11 anos, mas como santo de casa não faz milagres…

Eu tentei por 5 anos, ensiná-lo a dar laços no seu próprio tênis sem sucesso. Primeiro não notei que estava querendo uma habilidade desenvolvida cedo demais e precisava de tempo e oportunidade para ser treinada. Depois a minha paciência andava curta, o que o que fez meu filho desistir fácil, para não ter que conviver com minha pressão e por último cedi a praticidade dos tênis com velcro.

Sabe o que aconteceu? O pé cresceu e calçando 36 fica mais difícil encontrar tênis assim…Saímos para comprar um novo tênis e ele achou um super diferente, moderno, mas…com cadarço. Eu olhei para ele com um ar de : “vai encarar o desafio?” E antes que eu pudesse dizer algo a ele, ouvi: ” ‘Vou aprender a dar laço, mãe!” Chegou em casa tentou 1, 2, 3 vezes e nada! Assistiu vídeos ensinando como dar laços, mas parecia que tinha algo impedindo de realizar aquilo.

Para nós adultos, essa tarefa parece ser a coisa meio tola a se aprender! Só que não! Dar laços para quem não sabe ou perde essa capacidade é tarefa das mais complexas, por que envolve etapas, ordem, firmeza e coordenação motora fina e mais incentivo e reforço positivo. Coisa que precisa vir na hora do acontecimento porque o impacto é maior e pode vir como forma de elogio, privilegio ou até um presente.

Uma coisa é certa, se você acredita ser capaz de executar uma determinada ação, de fato será, ainda que não tenha habilidade treinada. Mas se pensa não ser capaz, por qualquer razão, falta de habilidade, merecimento, crença pessoal, você está certo também! E mais, somos influenciados o tempo todo pelo em torno de nós. Se as pessoas o incentivam, suas chances aumentam de conseguir realizar o que quer, mas se não, mesmo possuindo habilidade, você tem maiores chances de fracassar, a menos que seja treinado a não se sentir intimidado com a opinião alheia, suas chances permanecerão tão grandes quanto de fato sua habilidade estiver treinada para executar determinada ação.

Veja o vídeo do experimento que prova isso Clicando Aqui

Então, se você quer ficar bom em uma determinada competência sejam elas técnicas que envolvem a educação formal, experiência profissional e treinamento, ou as comportamentais aquelas que são inerentes às características de personalidade de um sujeito, ou obtidas no convívio social, bem como obtidas e aprimoradas através de treinamentos e auto-desenvolvimento, você precisará escolher qual competência irá desenvolver, o grau de desenvolvimento que você já tem e que precisará alcançar (com meu filho eu propus até o final do próximo mês ele poder dar laços de olhos fechados), o grau de desenvolvimento que precisará para aquela competência e até quando quer já vê-la desenvolvida, quais recursos precisará ter para executar a nova o reforçar a habilidade e praticar.

Falaremos mais sobre desenvolvimento de competências mais adiante em detalhes,

Até lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *